A Universidade Estadual do Piauí (Uespi), por meio do Núcleo de Estudos e Pesquisa Organizacional (Nepor) do curso de Administração, iniciou, na manhã desta quarta-feira (3), o I Seminário de Inovação e Sustentabilidade, no auditório do Geratec. O evento tem como objetivo discutir e difundir as ideias de inovação e sustentabilidade, além de incentivar o instinto empreendedor nos participantes.

Segundo o coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisa Organizacional (Nepor), professor Helano Pinheiro, a escolha do tema inovação deve-se ao fato do profissional atual ter o dever de ser inovador, flexível e estar preparado para lidar com o mundo em constante mudança, em suas manifestações sociais e organizacionais. Já o tema sustentabilidade visa refletir e discutir a interação da sociedade com a natureza, levando em consideração os hábitos de consumo e modos de produção.

“Nada melhor que inovar com sustentabilidade, por isso a escolha das temáticas para o seminário. A nossa ideia é que os futuros administradores aqui presentes despertem características inovadoras e sustentáveis ainda no ambiente acadêmico para que não sejam surpreendidos no mercado de trabalho. Os profissionais, não só os da área de Administração, necessitam passar por um processo de reciclagem e renovação várias vezes durante a carreira”, pontua o coordenador do Nepor, promotor do seminário.

A coordenadora do curso de Administração da Uespi, campus Poeta Torquato Neto, professora Silvana Ramos, afirma que discutir inovação e sustentabilidade é de extrema importância. “O seminário é importante também para ensinar as pessoas a empreenderem, não só no sentido de criar empresas, mas, também, de criar ideias para a sua organização. O participante será instigado a não apenas estar empregado, mas a montar seu negócio e gerar empregos”, explica a coordenadora.

A palestra de abertura do evento foi ministrada pelo professor Lívio Nunes, superintendente da Fundação Cultural de Fomento à Pesquisa, Ensino e Extensão (Fadex). Com o tema “Propriedade Intelectual”, o professor discutiu quão fundamental é a propriedade intelectual na busca pelo desenvolvimento econômico e social, tanto no ponto de vista de proteger suas ideias e invenções quanto conhecer o que o mercado oferece e já estuda. “A Universidade, que é o berço das ideias, precisa estar atenta à questão da propriedade intelectual em seus mais diversos âmbitos de atuação”, acrescenta o palestrante.

A segunda palestra da manhã, de tema “NIT: Apoio ao Empreendedorismo na Universidade”, foi ministrada pelo professor Antônio Maia, diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT). “A Uespi está em fase de aprovação de uma política de inovação, onde dentro dela os docentes e discentes serão incentivados ao empreendedorismo dentro da Universidade, o que mudaria a concepção dos alunos desde a graduação”, diz o diretor do NIT.

Um dos participantes do seminário é Aderson Marques, estudante do 6º período de Administração da Uespi. Segundo o estudante, o curso traz o incentivo ao empreendedorismo sustentável e atualiza os conhecimentos de mercado, o que é bastante necessário. “Ouvir relatos de palestrantes que têm uma visão de mundo e de mercado mais ampla é muito satisfatório, pois nos incentivam a criar, inovar e empreender, mas com responsabilidade sustentável”, finaliza Aderson.

O evento conta com palestras, oficinas, mesas redondas e é realizado tanto no campus Poeta Torquato Neto quanto no Clóvis Moura até sexta-feira (5). Ele prossegue nesta tarde (3) a partir das 14h, no campus Clóvis Moura, com a palestra de Leiara Sampaio (Sebrae), onde será discutido como reduzir custos em tempos de crise.

Confira a Programação

Dê sua opinião: