O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para o segundo semestre de 2019 registrou 1.213.679 de inscrições, número 24,3% superior ao de 2018 (976.765). Esta edição também contabiliza alta de 25,9% na quantidade de candidatos inscritos, sendo 640.205 contra 508.486.

A diferença dos números de candidatos e de inscrições se dá porque o sistema permite que os estudantes escolham mais de uma opção de curso.

"[O crescimento de inscrições e candidatos inscritos] foi bem significativo, estamos bem felizes. Acreditamos que a principal razão tenha sido uma divulgação maior", disse o secretário-executivo do Ministério da Educação, Antônio Paulo Vogel, em entrevista à imprensa na sede da Pasta.

O pré-requisito para ter concorrido o Sisu é ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 e obtido nota acima de zero na redação. O resultado está disponível no site do Sisu. Para conferir, é necessário informar o número de inscrição e a senha do Enem 2018.

De forma recorde, o Sisu apresentou o maior número de vagas, de cursos ofertados e de instituições participantes para o período na década. São 59.028, 1.731 e 76 em todo o país, respectivamente.

Em relação ao mesmo período do ano passado, houve crescimento de 11,8% no número de instituições participantes — na edição de 2018 eram 68. Nesta edição, estiveram disponíveis 64 cursos a mais, aumento de 3,8% na comparação com o processo seletivo de 2018, quando havia 1.667.

Os cursos mais procurados na 2ª edição foram:

  • Medicina: 169.711 inscrições para 1.446 vagas (117,37 inscrições por vaga);
  • Direito: 64.933 inscrições para 1.459 vagas (44,51 inscrições por vaga);
  • Administração: 60.156 inscrições para 1.996 vagas (30,14 inscrições por vaga).

Nota de corte – O curso de Direito da Universidade Federal Fluminense (UFF), campus Aterrado, registrou a maior nota de corte: 838,68. O número é o para a ampla concorrência.

Em seguida, vêm:

  • Engenharia Química da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) pela lei de cotas: 837,5;
  • Direito da Universidade Federal Fluminense (UFF), campus Aterrado, pela lei de cotas: 825,41;
  • Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pela ampla concorrência: 819,51.

As notas de corte para cada curso são baseadas no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência. O cálculo é usado apenas com uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição e não garante a seleção para a vaga ofertada.

Próximas etapas – As matrículas junto às instituições devem ser realizadas de 12 a 17 de junho. O prazo para manifestar interesse na lista de espera é de 11 a 17 de junho. A convocação, feita pela instituição, ocorre após o dia 19.

Confira a apresentação completa aqui.

Dê sua opinião: