O presidente Jair Bolsonaro exonerou Samantha Ribeiro Meyer Pflug Marques, ex-mulher do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), da função de conselheira da estatal Itaipu Binacional.

O ato de exoneração foi assinado pelo próprio presidente e o ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia).

Samantha estava no cargo desde 2017, quando foi nomeada pelo ex-presidente Michel Temer e pelo então ministro de Minas e Energia Fernando Coelho Filho.

Por ocupar o cargo, a ex-mulher do ministro do Supremo recebia um salário mensal de cerca de R$ 27 mil.


Com informações do Diário do Poder.

Dê sua opinião: