O governador Wellington Dias (PT) criticou o relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) que deixa estados e municípios de fora da reforma da Previdência. Para ele, faltou pensar em uma solução para o sistema em todo Brasil. E com a retirada os governadores estão fora da reforma da Previdência.

“Nós temos uma reforma que é apenas para a Previdência da União e para o INSS. Ou seja, os sistemas dos estados e municípios – estou falando de mais ou menos três mil planos diferentes de Previdência – vão seguir. O resultado é que quem perde é o Brasil”, falou Wellington.

“Se a gente quer de verdade acabar com privilégio no Brasil, há a necessidade de ter um regramento único para o sistema geral, assim como estamos avançados no regramento único para o sistema de Previdência Complementar”, disse o governador do Piauí.

“Infelizmente nós temos uma meia reforma. Uma reforma que deixa um problema de R$ 100 bilhões – que é o déficit de estados e municípios – fora do sistema da Previdência. […] Entendemos que independente de quem é governo ou oposição é necessário encontrar uma solução para o Brasil. E, pelo visto, não é esse o desejo expresso no relatório. Ao tirar estados e municípios deixa os governadores, um conjunto de líderes, de fora do processo da reforma”, finalizou Wellington.


Via Senadinho. 

Dê sua opinião: