O Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI) promoveu, na última sexta-feira (12), audiência de conciliação entre a Administração Superior da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), representantes  da Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Piauí (Adcesp) e do Governo do Estado. As partes foram convocadas pelo desembargador Ricardo Gentil Eulálio Dantas, relator do processo que pede a ilegalidade do  movimento grevista deflagrado pelos docentes, com o objetivo de buscar um acordo satisfatório entre as partes.

Durante a audiência de conciliação, foram acordadas entre as partes a implementação de progressões e mudanças relativas ao Regime de Trabalho, a viabilização da contratação de professores, além do pagamento regular das bolsas estudantis.

As partes comprometeram-se ainda quanto à criação de uma comissão para discussões pertinentes à efetivação da autonomia financeira e administrativa da Uespi.

Outro assunto abordado durante a audiência e acordado entre representantes da Uespi e do Governo Estadual diz respeito à liberação de recursos financeiros previstos no orçamento de 2019 para possibilitar o pleno funcionamento das unidades e núcleos da instituição, bem como reivindicações da categoria de professores referentes a prorrogação da validade de concurso vigente e a regularização dos pagamentos para professores.

Ao todo, dez propostas foram definidas para serem apresentadas aos professores, nesta segunda-feira (15), durante assembleia geral da categoria.


Com informações do TJ-PI.


Dê sua opinião: