O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), adiou pela quinta vez julgamento do recebimento da denúncia que pode tornar réu o senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas.

O julgamento passou desta terça, dia 14, para o próximo dia 21. A mudança atendeu a pedido de Ciro. Mas o motivo do adiamento não foi revelado pelo relator Edson Fachin.

O julgamento foi marcado inicialmente para o dia 09 de abril, e chegou a sua quinta mudança de data. Também foram denunciados os deputados Aguinaldo Ribeiro, Arthur Lira e Eduardo da Fonte, no chamado “quadrilhão do PP”.


Com informações do STF | Senadinho.

Dê sua opinião: