O Governo não atendeu as reivindicações dos trabalhadores em educação. São, segundo o Sinte-PI reivindicações referentes às pautas apresentada ainda no mês de novembro de 2018.

Na pauta, estavam reajuste salarial e melhorias nas condições de trabalho. A categoria, através do Sinte-PI, aprovou a greve geral em defesa da educação pública que acontecerá dia 15 de maio. Ainda, segundo o sindicado, ela abrange todo o país.

No Piauí, a direção do Sinte-PI convoca os trabalhadores da rede estadual para uma Assembleia Geral Extraordinária. A reunião está marcada para o dia 23 de maio, às 9h, no Clube do Sinte. Caso, até lá, as reivindicações não sejam atendidas a categoria poderá aprovar a greve por tempo indeterminando.


Via Diário do Povo do Piauí. 

Dê sua opinião: