O governador Wellington Dias (PT) disse na manhã desta sexta-feira (4), que acha estranha a maneira que o prefeito Firmino Filho (PSDB) tem se posicionado contra o Governo do Estado, adotando uma postura mais crítica às acões do Palácio de Karnak. Wellington não descarta que o prefeito esteja agindo movido pelo processo eleitoral de 2020 e 2022.

Firmino disse na quinta-feira (3) que a Prefeitura de Teresina vai entrar com ação na Justiça contra o Governo do Estado por atrasos no repasse do cofinanciamento da Atenção Primária e dos Hospitais de Pequeno Porte (HPP).

“Se o Palácio da Cidade resolve antecipar o processo eleitoral e fazer das questões que são próprias da relação Estado e Município trazer para o campo da política, ele pode fazer. Eu quero seguir focado na questão administrativa, na governança. Quero cada vez mais dar resultados à população. Quero não alterar o ritmo de trabalho. Mas, não posso negar que está estranho [as críticas de Firmino]”, afirmou o governador.

Disputa de 2022

O que se comenta nos bastidores, é que as críticas mais severas de Firmino relacionadas à gestão de Wellington Dias, teriam como pano de fundo o processo eleitoral de 2022. Na prática, os dois têm grandes chances de se enfrentar, seja na disputa pelo Senado Federal já que não se pode descartar a renúncia de Wellington para concorrer ao cargo. Ou seja, numa disputa do prefeito com um nome que vier a ser apoiado pelo governador. Diante desse cenário, o processo eleitoral de 2020 será primordial para montar uma estrutura política fortalecida para o processo de 22.


Via GP1.

Dê sua opinião: