O MDB saiu em defesa do Progressistas na disputa pelo comando da Comissão  de Constituição e justiça  ( CCJ). Os emedebistas afirmam que de acordo com o regimento interno da Casa, o PT não pode indicar o substituto do deputado Wilson Brandão, que deixou a Casa para assumir a Secretaria de Mineração. 

Para o MDB, a indicação deve continuar com o Progressistas. O nome deve ser do deputado Helio Isaias.

"Na Assmebleia funciona o consenso e a unidade. Já conversamos com o líder do governo, o deputado Francisco Limma, e defendemos o consenso. Os acordos devem ser cumpridos. Isso para não ter problemas lá na frente. Explicamos a ele e vamos esperar  10 dias. Neste período, o Progressistas vai apresentar um nome. É o natural já que Wilson Brandão é do Progresistas", afirmou o deputado João Madison.

O deputado do MDB lembra que se o acordo firmado no início do ano for rompido, não será cumprido o acordo de que o  PT  assumirá a CCJ no futuro.

"O acordo foi feito lá atrás. Ele deve ser cumprido. O que vale é o que acertamos lá atrás.  Não queremos problema nenhum com o governo. Todos os partidos são da base aliada", disse.

O presidente do MDB, deputado Themístocles Filho, diz que o Regimento Interno da Casa deve ser respeitado. 

"Vamos agir de acordo com o regimento da Casa e do entendimento. As duas coisas. Acho que não teremos problema", afirmou.


Via cidadeverde.com

Dê sua opinião: