Em um clima de apresentação de novas metas e desafios, o governador do Piauí, Wellington Dias empossou nesta segunda-feira (6), no Palácio de Karnak, sua nova equipe de gestores para o governo. O chefe do executivo estadual frisou que cada um deles assume com o compromisso de trabalhar para construir um Piauí com uma melhor qualidade de vida e destacou que todos atuarão para servir ao povo piauiense. 

“A partir de hoje, não temos mais partidos ou coligações. Formamos um só time, uma só equipe e somos todos servidores do Piauí e dos piauienses. Vamos exigir metas e compromissos, mas quero que cada um preste contas todo dia, a toda hora, ao povo do Piauí, com excelência nos serviços, com atenção, com zelo, com presteza e com responsabilidade”, destacou Wellington. 

Em seu quarto mandato à frente do Poder Executivo Estadual, Dias optou por formar uma equipe composta por profissionais com um perfil técnico para cumprir as metas relativas a cada pasta. Os critérios utilizados foram o programa de governo, a capacidade do indicado para cumprir a tarefa e a composição política. Segundo o governador, seu grande objetivo é garantir um índice de alto desenvolvimento para o Piauí. 

“O desenvolvimento que propomos é humano e sustentável. Saímos de uma esperança de vida de 65 anos para 72 anos, com mais saúde e mais qualidade de vida. Levamos o ensino médio a todos os municípios e agora seremos o primeiro estado do país a ter ensino técnico e superior em todos os 224 municípios. Tiramos mais de um milhão de piauienses da pobreza extrema. Levamos energia elétrica a mais de 600 mil famílias que viviam à luz de lamparina. Encontramos um estado que tinha apenas 66 cidades ligadas por asfalto, levamos o asfalto a outras 154 cidades e nenhuma cidade do Piauí vai ficar na poeira ou na lama do passado. Mais do que triplicamos o nosso PIB. Tornamo-nos referência em energias renováveis e em parcerias público-privadas. Mais de um milhão de atendimentos no Ceir foram realizados. Temos muitos números grandiosos que desmentem aqueles que querem diminuir o tamanho das nossas realizações, mas ainda temos muito trabalho e muitos desafios pela frente”, ressaltou Wellington. 

Segundo o secretário de Educação, Ellen Gera, a sua pasta será gerida tendo como base o formato de escolas acolhedoras e inclusivas para que os alunos possam ter alta expectativa de aprendizagem, com professores de excelência e gestores reconhecidos como líderes. 

“A educação é uma área de extrema importância para o desenvolvimento do Piauí. Por meio da educação, transformamos a sociedade e vamos fazer com que o estado de fato chegue no estágio de desenvolvimento que o nosso governador espera. Estamos trabalhando para continuar mantendo a presença da escola nos locais estratégicos para que consigamos vencer a dificuldade de acesso às escolas, oferecer um ambiente propício para que o aluno tenha a progressão correta e combater o abandono e evasão escolar”, pontuou o gestor.

Já para Zenaide Lustosa, que assume a Coordenadoria da Mulher, o maior desafio é diminuir os índices de violência contra a mulher. 

“É um grande desafio principalmente porque vivemos uma conjuntura onde as políticas para as mulheres retrocedem e aumentam o número de feminicídios. Temos que ter mais ações efetivas para minimizar os casos de assassinato e agressão contra as mulheres. A violência passa também pela questão da educação. É todo um processo integrado que precisamos trabalhar para que o Piauí progrida nesse sentido”, disse a gestora.

Nesta terça (7), o governador fará sua primeira reunião com os novos gestores para apresentação dos eixos do Plano de Governo. O plano contém sete eixos estratégicos e um eixo de infraestrutura. Os eixos estratégicos a serem trabalhados serão: geração de renda, inclusão socioprodutiva e qualidade vida; acesso à saúde e vida saudável; educação de qualidade, inclusiva e para formação humana; segurança, prevenção e direitos humanos; gestão eficiente e participação social; meio ambiente, sustentabilidade e recursos hídricos; políticas inclusivas e defesa das minorias, além de infraestrutura para o desenvolvimento e qualidade de vida.

Dê sua opinião: