O secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, afirmou nesta sexta-feira (4), que o Governo do Piauí já está fazendo todas as melhorias necessárias na Maternidade Dona Evangelina Rosa, mas que as obras ocorrem de forma mais lenta pois o local está com pacientes e não pode parar de funcionar.

Na quarta-feira (2) foi publicada uma decisão do juiz Adonias Ribeiro de Carvalho Neto, da 5ª Vara Federal, que deferiu pedidos formulados pelo Ministério Público do Estado do Piauí e Ministério Público Federal para correção de irregularidades na maternidade. O magistrado determinou, entre outras medidas, a realização de concurso público e deu um prazo de 60 dias para a conclusão dos reparos e conclusão das obras.

Florentino Neto disse que a secretaria vai cumprir com os pedidos do juiz. 

“O nosso histórico é atender a decisão judicial, nós queremos cumprir a lei e sabemos que é para melhor”, destacou.

O secretário explicou que as reformas já estão sendo realizadas, mas destacou a dificuldade de fazer isso em uma maternidade, em ambientes que estão com vários pacientes.

“Havendo superlotação no centro cirúrgico da maternidade Evangelina Rosa, o que a decisão diz é que temos que transferir os bebês para a rede municipal e esse é o fluxo natural do SUS e nós obedecemos. Sobre as reformas, eu venho falando desde o início do ano que não podemos fazer reformas apressadas, porque ali é um hospital com taxa de ocupação superior a 90% e por isso teremos obras até o final do ano. O prazo que o juiz nos dá coincide com o plano de trabalho estabelecido, então isso é positivo. O juiz pede o cronograma e vamos atender”, explicou Florentino Neto.

Sobre realização de concurso, o secretário explicou que ele faz os levantamentos, mas a decisão sobre a realização é da Secretaria Estadual de Administração e afirmou que no momento não há previsão.


Via GP1.

Dê sua opinião: