O governador Wellington Dias (PT) duvida que a reforma da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro seja capaz de resolver a crise fiscal do País. Para ele, é preciso tratar de uma solução para o déficit do passado e resolver o futuro dando sustentabilidade ao sistema previdenciário do Brasil.

“O Brasil não pode ficar amarrado como se fosse “a bala de prata” a reforma da Previdência. Eu defendo que haja equilíbrio atuarial na reforma da Previdência. Precisa tratar de forma correta, aí é onde tem a divergência de alguns governadores do meu campo político com a proposta que veio para o Congresso. Entendemos que eu tenho que cuidar de uma solução para o acumulado do passado e do outro lado medidas para resolver o futuro. Se não, qualquer medida que tomar aqui é um esforço que é comido pelo deficit do passado”, disse ao Poder 360.

Em meio ao impasse para inclusão ou não dos Estados na reforma, o governador diz que Bolsonaro não conseguirá aprovar as mudanças no sistema de aposentadorias sem o apoio dos governos estaduais.

“Quem apresenta a proposta de tirar os Estados faça uma pergunta: com isso você garante que tem os 308 votos? Eu desconfio que não”, completou Wellington.

Confira o vídeo na íntegra:



Via Poder 360.

Dê sua opinião: