O governador Wellington Dias assina nesta quarta-feira (31), um termo de cooperação entre a Secretaria Estadual da Assistência Social (Sasc) e a Equatorial Piauí para que o estado tenha acesso à tarifa social de energia elétrica. Trata-se de um projeto que irá diminuir a conta de luz de piauienses de baixa renda, a estimativa é de que 650 mil famílias sejam beneficiadas. 

O termo visa dar maior agilidade e, consequentemente, acabar com a burocracia na liberação da tarifa social de energia elétrica para os mais carentes do estado do Piauí. 

Depois da assinatura, por meio do Sistema Sasc Integração, os piauienses receberão o benefício imediatamente à atualização do Cadastro Único, sem precisar ir até a distribuidora de energia elétrica, como ocorre atualmente, inclusive as famílias que moram em casas alugadas.

De acordo com o diretor técnico do projeto Sasc Integração, Flávio Marcos Maciel, o desconto nas contas de energia podem chegar até 65%, dependendo do nível de consumo de cada família. “O impacto social será enorme. Pelo menos R$ 180 milhões deixarão de ser pagos em energia e serão utilizados por essas famílias de outra forma", explica.

O diretor explica ainda que todas as famílias com renda de até meio salário mínimo por pessoa têm direito ao benefício. Além daquelas que possuem algum membro com Benefício de Prestação Continuada (BPC), famílias que tenham algum membro que esteja em tratamento de saúde que utilize equipamento que consuma muita energia elétrica e famílias indígenas e/ou quilombolas. Até o final do ano, a meta é que essas 650 mil famílias já estejam sendo atendidas. 

A assinatura do termo de cooperação acontece às 11h no Palácio de Karnak. 

O Projeto Sasc Integração é uma plataforma tecnológica responsável pela governança, gestão, monitoramento, transparência dos projetos e políticas públicas sociais da SASC, além de integrar o estado aos municípios, terceiro setor e iniciativa privada.

Dê sua opinião: