O deputado Estadual Evaldo Gomes (PTC), desistiu de filiar-se ao PSL, mesmo tendo sido convidado diretamente pela executiva nacional da sigla. O deputado confirmou a desistência de sua ida para o partido do presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (12).

Segundo Gomes, o motivo da desistência foi o desconforto que membros do PSL no PI teriam sentido com sua possível ida par ao partido, conforme amplamente anunciado na imprensa na semana passada.

"Diante dessa divergência que percebemos diante dos meios de comunicação, ficou inviável aceitar o convite feito pela direção nacional", disse o deputado.

Evaldo anunciou que vai mesmo se alinhar ao Solidariedade e que ainda hoje formalizará esse alinhamento em Brasília.

“Nesse final de semana fizemos um debate democrático com nossas lideranças, vereadores, prefeitos, deputada Marina, doutor Marcos Vinicius. Discutimos essa possibilidade de irmos até o PSL, mas diante dessa divergência que percebemos diante dos meios de comunicação, ficou inviável aceitar o convite feito pela direção nacional. Tomamos uma posição de irmos hoje oficializarmos com SD em Brasília”, disse Gomes.

Evaldo Gomes, maior liderança do PTC, partido que não alcançou a cláusula de barreira nas últimas eleições, também afirmou que possivelmente todos as lideranças do seu atual partido devem o acompanha no Solidariedade.

“Quase 100% dos nossos vereadores, prefeitos estarão no SD. Eu e a deputada Marina vamos nos esforçar mais ainda para preparar o partido para as eleições municipais. Aqui em Teresina tivemos a adesão dos vereadores Fábio Dourado e Gustavo Gayoso. Além do diálogo com outros líderes. O ex-deputado Henrique Rebelo segue”, finalizou Evaldo.


Por Mikeias di Mattos, com informações do GP1.

Dê sua opinião: