O senador Elmano Férrer (Podemos) retirou sua assinatura do pedido de criação da CPI da Lava Toga. Sem o mínimo de 27 assinaturas, a comissão não pode ter pedido de instalação protocolado no Senado.

“Elmano Férrer, do Podemos, cedeu à pressão de e retirou seu apoio, deixando o requerimento com apenas 26 assinaturas”, noticiou O Antagonista.

O site revela ainda que o senador desmarcou agendas no gabinete e não deve aparecer no Senado.


Com informações do Senadinho | Antagonista.

Dê sua opinião: