O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, confirmou nesta terça-feira (7), ao participar do Congresso das Cidades, que o presidente Jair Bolsonaro vai mesmo desmembrar a pasta, recriando o ministério da Integração Nacional e o das Cidades. Segundo ele, cabe agora cumprir a missão dada pelo presidente.

“Eu conversei com o presidente, está confirmado o desmembramento. A decisão é do nosso chefe, o capitão entendeu que essa é a melhor maneira de conduzir. Foi uma proposta que o Congresso colocou e o presidente acatou e vamos seguir, afinal de contas soldado não escolhe missão, soldado cumpre missão dada”, declarou o ministro pouco antes de falar aos prefeitos do Piauí no evento.

Canuto garantiu que as políticas que dão força ao ministério vão continuar. 

“Estão aí divididas, cada uma com a sua pasta. Eu vejo que o desenvolvimento regional e o desenvolvimento urbano têm similaridades, mas é possível que atenda da mesma forma colocando as políticas como sempre foi. Não vejo prejuízo nisso”, afirmou.

Jair Bolsonaro confirmou que o Congresso Nacional deve propor o desmembramento do Ministério do Desenvolvimento Regional em duas pastas que haviam sido extintas pela Medida Provisória (MP) 870, que estabeleceu a nova estrutura do governo. 

Dê sua opinião: