A tornozeleira eletrônica é um dispositivo que tem sido visto como uma forma de reduzir a lotação nas penitenciárias. Alguns presos da Operação Lava Jato, por exemplo, já usam o equipamento em prisão domiciliar.

Com funcionamento parecido com o de um telefone celular, dada a necessidade de recarga, a tornozeleira nem chama a atenção, mas tem o poder de seguir cada passo do preso.

A tecnologia inclui um GPS para determinar a localização por satélite e um modem para transmissão de dados por sinal de celular. Todas as informações são passadas, em tempo real, para uma central de monitoramento que pode estar em qualquer lugar.

O monitoramento também controla o preso que trabalha, mas tem que estar em casa a partir de uma hora determinada pelo juiz. Qualquer violação gera um alarme.

Veja detalhes do funcionamento da tornozeleira no vídeo abaixo:

Por Mikeias di Mattos.


Dê sua opinião: